a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

O que você está procurando?

Highlights

34148855555_a17df89422_z (1)

Confira! Showcase de nossos expositores

34148860775_350bea29d0_k

Conheça os temas que serão abordados

33991041502_f294629313_z (1)

Veja como funciona e como participar

33991054162_a4ee51f251_z (1)

Confira quem participa do IBAS 2019

startup

Conheça as Startups mais inovadoras do setor no Air Lab Innovation

patrocinadores

Confira os setores e perfis das empresas participantes do IBAS 2019

33680394663_a1031b8f1b_z (1)

Conheça nossos patrocinadores já confirmados

destaque

Veja aqui como foi a edição anterior

Conectividade e Inovação

Veja os temas abordados na Conferência IBAS 2019

Vídeos

O secretário de Aviação Civil, Ronei Glanzmann, destaca a parceria da SAC com o IBAS 2019

Mensagem do Ministro Tarcísio Gomes de Freitas

Lançamento Oficial do IBAS 2019

IBAS – International Brazil Air Show

Evento em Destaques

3
Dias de Negócios
177
Palestrantes
130
Expositores Participantes
44
Veículos de Mídia

Programação

DIA 01 – QUARTA-FEIRA
2019-09-11
ABERTURA E PLENÁRIA
ATC
TECNOLOGIAS PARA AEROPORTOS
MRO
GROUND HANDLING
TURISMO & TRANSPORTE AÉREO
CONCESSÃO DE AEROPORTOS
AEROFAUNA I
CIAS AÉREAS LOW COST
INOVAÇÕES PARA A INDÚSTRIA
DIA 02 – QUINTA-FEIRA
2019-09-12
PLENÁRIA
WOMEN IN AVIATION
TECNOLOGIAS PARA AEROPORTOS
CADEIA AEROESPACIAL
VAREJO, SERVIÇOS & PUBLICIDADE
TURISMO & TRANSPORTE AÉREO
SAFETY & SECURITY
AEROFAUNA II
RESPONSABILIDADE CIVIL
INOVAÇÕES & TENDÊNCIAS
DIA 03 – SEXTA-FEIRA
2019-09-13
AVIAÇÃO DE NEGÓCIOS
AVIATION EDUCATION
AVIATION LAW
DRONES
AIR CARGO
TI & AUTOMAÇÃO
AEROFAUNA III
AVIAÇÃO GERAL
MEIO AMBIENTE
INOVAÇÕES NO TRANSPORTE AÉREO
ABERTURA E PLENÁRIA
ATC
TECNOLOGIAS PARA AEROPORTOS
MRO
GROUND HANDLING
TURISMO & TRANSPORTE AÉREO
CONCESSÃO DE AEROPORTOS
AEROFAUNA I
CIAS AÉREAS LOW COST
INOVAÇÕES PARA A INDÚSTRIA
PLENÁRIA
WOMEN IN AVIATION
TECNOLOGIAS PARA AEROPORTOS
CADEIA AEROESPACIAL
VAREJO, SERVIÇOS & PUBLICIDADE
TURISMO & TRANSPORTE AÉREO
SAFETY & SECURITY
AEROFAUNA II
RESPONSABILIDADE CIVIL
INOVAÇÕES & TENDÊNCIAS
AVIAÇÃO DE NEGÓCIOS
AVIATION EDUCATION
AVIATION LAW
DRONES
AIR CARGO
TI & AUTOMAÇÃO
AEROFAUNA III
AVIAÇÃO GERAL
MEIO AMBIENTE
INOVAÇÕES NO TRANSPORTE AÉREO
SHOWCASE LOW COST AIRLINES image
SHOWCASE LOW COST AIRLINES

IBAS AUDITORIUM


Em breve

CONECTIVIDADE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO image
CONECTIVIDADE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

TODOS OS PALCOS


A aviação contribui com US$ 153 milhões do PIB na América Latina, e é avaliado que a cadeia econômica liderada pelo setor contribua em 1,4% do PIB brasileiro. Atualmente o Brasil possui 210 milhões de potenciais consumidores, uma das maiores economias do mundo, com um enorme território que exige conectividade. Passos importantes foram dados para a ampliação deste mercado: concessões dos aeroportos, acordos de Céu Aberto e mais recentemente a abertura de mercado para investimento estrangeiro. Como estas mudanças irão refletir no desenvolvimento do setor?

09:00 - 10:30
DESTAQUE: Plenária – Boas-vindas e perspectivas do novo governo para o setor

Gustavo Figueiredo, Presidente – GRU Airport

Tarcísio Gomes de Freitas, Ministro – Ministério da Infraestrutura*

Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, Comandante da Aeronáutica – Força Aérea Brasileira*

Ricardo Botelho, Presidente – ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil

 

*A confirmar

10:30 - 11:00
SPOTLIGHT: Perspectiva econômica para a aviação no Brasil

Ronei Glanzmann, Secretário da Aviação Civil – Ministério da Infraestrutura

11:30 - 13:00
PRINCIPAIS DESAFIOS: Fatores fundamentais para a conectividade, integração e desenvolvimento econômico da aviação latino americana

Peter Cerda, Vice-Presidente Regional Américas – IATA – International Air Transport Association

Andrew O´Brian, Presidente y CEO – Airport Corporación Quiport S.A.

Ronei Glanzmann, Secretário da Aviação Civil – Ministério da Infraestrutura

Moderação: Eduardo Sanovicz, Presidente – ABEAR – Associação Brasileira das Empresas Aéreas

AIR LAB INNOVATION INDUSTRY image
AIR LAB INNOVATION INDUSTRY

STAGE INNOVATION


A inovação sempre esteve no DNA da aviação, mas nos últimos anos o setor está experimentando um tsunami de dados que está mudando fundamentalmente a indústria, as operações de voo, operações técnicas e envolvimento do cliente. Digitalização, robotização, inteligência artificial, manufatura avançada, big data, internet das coisas, drones, biotecnologia e outras tendências estão levando a uma mudança radical na estrutura dos mercados e da própria sociedade. Os profissionais precisam urgentemente enfrentar o desafio de acessar essas novas tecnologias como uma questão iminente de sobrevivência e como uma oportunidade de expansão. Cocriar soluções a partir de redes de inovação, open Innovation e empreendedorismo de alto impacto torna-se crucial para a indústria aeroespacial.

WORKSHOP DE GROUND HANDLING image
WORKSHOP DE GROUND HANDLING

STAGE TERMINAL 4


O crescimento da aviação exige que a cadeia de fornecedores também se prepare para este desafio com investimentos em equipamentos e mão de obra especializada para atender a demanda deste mercado, com qualidade e preços competitivos. As empresas de ground handling exercem um papel fundamental para o desenvolvimento sustentável do setor. Como elas podem contribuir para este crescimento?

AEROFAUNA

STAGE TERMINAL 7

WORKSHOP CONCESSÃO DE AEROPORTOS image
WORKSHOP CONCESSÃO DE AEROPORTOS

STAGE TERMINAL 6


Desde 2011 foram realizadas quatro rodadas de concessões e dez aeroportos foram concedidos a iniciativa privada, correspondendo a 57% do tráfego regular no Brasil. Neste período, dezesseis grupos participaram dos leilões e, atualmente, oito operadores distintos operam nos aeroportos brasileiros, sendo que mais de R$ 17 bi de um total de R$ 33 bi do investimento previsto já foi realizado. Estes investimentos aumentaram sensivelmente a capacidade aeroportuária e a melhoria dos serviços prestados. O governo prevê mais três rodadas até 2021 e irá conceder mais 56 aeroportos. Quais são as regras das próximas concessões e o que irá mudar no mercado aeroportuário e qual será o impacto para os negócios na região?

WORKSHOP DE MRO image
WORKSHOP DE MRO

STAGE TERMINAL 3


Uma indústria de MRO bem desenvolvida é fundamental para reduzir custos, diminuir o tempo de inatividade e aumentar a eficiência dos serviços. O setor também está se adaptando a transformação que está mudando fundamentalmente as operações de voo, operações técnicas e o envolvimento do cliente, proporcionado pela inovação e tecnologia. Quais são as tendências, desafios e oportunidades de negócios na região?

WORKSHOP ATC – CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO image
WORKSHOP ATC – CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO

STAGE TERMINAL 1


O Controle de Tráfego Aéreo é fundamental para o desenvolvimento da aviação. O avanço na tecnologia com o contínuo crescimento do tráfego a longo prazo faz com que a interdependência entre a operação de aeronaves, aeroportos e os responsáveis pela navegação aérea trabalhem juntos de forma colaborativa para permitir o crescimento da demanda com segurança e eficiência. Como as organizações que regulam o setor, a infraestrutura dos aeroportos e o espaço aéreo na América Latina podem melhorar seus processos? Quais as inovações para o segmento de controle de tráfego aéreo?

WORKSHOP SAFETY – EM BREVE image
WORKSHOP SAFETY – EM BREVE

Palestrantes: em breve

TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS – LADO AR image
TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS – LADO AR

STAGE TERMINAL 2


Quais são as tecnologias inovadoras disponíveis para melhorar os aeroportos brasileiros? Na primeira parte do seminário vamos apresentar as tecnologias disponíveis para o lado ar do aeroporto.

TURISMO E O TRANSPORTE AÉREO: CONECTIVIDADE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO image
TURISMO E O TRANSPORTE AÉREO: CONECTIVIDADE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

STAGE TERMINAL 5


Segundo o Panorama, estudo realizado pela ABEAR, o transporte aéreo tem papel fundamental em um mundo com economia cada vez mais integrada e intercâmbio cultural cada vez mais intenso. Como consequência, ajuda a produzir mais riqueza e também gera renda por meio dos empregos criados. A aviação é decisiva para o turismo, setor que passa por um crescimento exponencial e já responde por uma parcela maior que a de setores tradicionais. No Brasil, ainda há muito potencial para crescimento tanto do transporte aéreo quanto do turismo. Como desenvolver este potencial em colaboração com as principais organizações relacionadas ao mercado?

14:00 - 15:00
WORKSHOP SAFETY – Painel 1:

Palestrantes: em breve

15:00 - 15:30
Abertura: Como a busca de soluções inovadoras podem transformar a indústria aeroespacial

– Soluções digitais para a gestão do conhecimento em projetos tecnológicos
– Fomento a ecossistemas de startups
– Como formar uma rede de intraempreendedores para tirar ideias do papel

15:00 - 16:00
WORKSHOP SAFETY – Painel 2:

Palestrantes: em breve

15:00 - 15:30
Boas vindas e leitura de Carta Manifesto sobre o setor: avanços e desafios

– Boas vindas e leitura de Carta Manifesto sobre o setor: avanços e desafios


 

Palestrantes: em breve

15:00 - 15:30
Painel 1: Pavimento, sinalização e iluminação de pista

– Novas tecnologias para pavimentos: SMA; melhoria no nível de atrito e drenagem, entre outras
– Sinalização: pintura de alta resistência e performance; elastômeros e polímeros; placas e painéis indicativos de orientação e posição
– Iluminação de pista: equipamento de verificação da intensidade luminosa; luzes de balizamento a LED; energia fotovoltaica para balizamento de pista


 

Palestrantes: em breve

15:00 - 16:00
Painel 1: Panorama dos serviços de transporte aéreo

– Construção de um ecossistema eficiente, confiável e em tempo real entre os aeroportos, cias aéreas e consumidores com redução de tempo para checagem de informações
– Equilíbrio entre competitividade x investimento x qualidade



Ricardo Bernardi,
Sócio e Advogado – Bernardi & Schnapp Advogados
Ricardo Sérgio Maia Bezerra, Diretor – ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil*
Ricardo Miguel, Presidente – ABESATA – Associação Brasileira das Empresas de. Serviços Auxiliares de Transporte Aéreo

*A Confirmar

 

15:00 - 16:00
Painel 1: Regulação global, na América Latina e regional: Desafios da Interoperabilidade

– Interoperabilidade e integração dos principais hubs latino-americanos com o sistema global de ATM
– Master plan de controle de tráfego aéreo para a América Latina: como trabalhar juntos?


 

Palestrantes: em breve

15:00 - 16:00
Painel 1: Panorama e tendências da indústria de MRO na América Latina

– As mudanças geradas do acordo entre IATA e CFM
– Desafios da cadeia de Supply Chain e harmonização regulatória para o setor



Hernán Pasman, 
Vice-Presidente Sênior de Operações – LATAM*

Dilson Verçosa, Diretor – American Airlines para Américas do Sul e Central*

*A Confirmar

15:00 - 16:00
Painel 1: Próximas rodadas de concessões dos aeroportos brasileiros e estruturação de PPPs de aeroportos

– Resultado 5ª rodada, planejamento 6ª e 7ª rodada
– Evolução dos contratos de concessão de aeroportos no Brasil
– Mudança dos parâmetros: Indicadores de Qualidade do Serviço (IQS) e aspectos de qualidade de serviço, Fator X e Taxa de Desconto do Fluxo de Caixa Marginal


 

Pedro Bruno Barros de Souza, Secretário de Aeroportos e Energia – Programa de Parcerias e Investimentos da Presidência da República*

Juan José Álvarez Gallego, Diretor Internacional – AENA*

Moderador: Thiago Nykiel, CEO – Infraway Engenharia

 

*A Confirmar

15:00 - 16:00
DESTAQUES: Abertura – Boas-vindas e perspectiva econômica: transporte aéreo e a economia do turismo

João Dória, Governador – Governo do Estado de São Paulo*

Eduardo Sanovicz, Presidente – ABEAR – Associação Brasileira das Empresas Aéreas

 

*A confirmar

15:30 - 16:00
Painel 2: Limpeza, conservação da pista, fauna, meio ambiente e solo

– Limpeza e conservação de pista de pouso e decolagem: inspeção operacional, identificação e coleta de possíveis FOD; equipamento de varrição de pátios e pistas; medição e avaliação do nível de atrito do pavimento da pista de pouso; equipamento para remoção de borracha da pista de pouso
– Gerenciamento da Fauna: controle e manejo; manutenção de áreas verdes; gramado artificial
– Estação de Bombeiros (SCI): reaproveitamento de água dos testes diários dos CCI; captação de água de chuva para o sistema de cisterna de combate a incêndio
– Controle e movimentação de solo: radar de solo e quadro sinótico


 

André Barros Potengy, COO – Teriva Consulting

15:30 - 15:50
Open Talks Embraer | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

15:30 - 16:30
Gerenciamento de Risco de Fauna em aeroportos americanos – desafios e aprendizados ao longo de três décadas

– Apresentar a experiência da FAA como órgão regulador do EUA, considerando a temática de fauna. Apontando o histórico, desafios, acertos e erros.
– Abordar quais são as perspectivas da agência para o futuro.


 

Palestrantes: em breve

15:50 - 16:10
Open Talks Boeing | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
Painel 2: Lições aprendidas com os dez primeiros aeroportos concedidos

– Histórico das concessões e principais obstáculos encontrados
– Principais mudanças observadas


 

Jorge Arruda, CEO – Inframerica Brasil*

Wanderley Galhiego Jr., Diretor de Novos Negócios e Inovação – Socicam*

Andreea Pal, CEO – Fraport Brasil*

Moderador: Mariana Barbosa, Jornalista – Brazil Journal

 

*A Confirmar

16:00 - 17:00
WORKSHOP SAFETY – Painel 3:

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
Painel 2: Inovação e tecnologias disruptivas na cadeia de MRO

– Vantagens da utilização do blockchain, Big Data e do gerenciamento de dados na cadeia de MRO
– Como organizar e compartilhar dados para capitalizar oportunidades


 

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
Painel 2: Avanços na padronização e certificação do setor

– IATA Ground Operations Manual (IGOM)
– IATA Safety Audit for Ground Operations (ISAGO)
– Apresentação de cases



Ricardo Morrison,
CEO – Dnata*
Rubens Pereira Leitão Filho, CEO- Orbital*
Julio Pereira, Safety Flight Operations – IATA – The International Air Transport Association*

 

*A Confirmar

16:00 - 16:30
Painel 3: Sistemas de docagem e pontes de embarque

– Sistema de docagem de aeronave: Doc System
– Pontes de embarque: facilidades de rampa no atendimento da aeronave (400 Hz e Ar Condicionado, etc.); embarque e desembarque de passageiros no terminal e em posição remota (Ponte e elo)


 

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
Painel 2: Serviços remotos de informações de voos

– Investimento em soluções economicamente viáveis à manutenção das operações e informações aeronáuticas
– Estudos e projetos de implantação do R-AFIS


 

Palestrantes: em breve

16:10 - 16:30
Open Talks Airbus | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

16:30 - 17:00
Painel 4: Acessibilidade, transporte de pessoas e bagagem

– Ônibus articulados e pantográficos
– Equipamentos para acessibilidade: ambulift, plataforma, elevador, etc.
– Sistema de transporte e manuseio de bagagens (STMB)
– Esteiras automatizadas: Controle de movimentação; inspeção de segurança


 

Cesar K. Santaella, CEO – Ortobras

16:30 - 17:15
IPFs e PGRFs: necessidade de alinhamento entre meio ambiente e segurança operacional

– Apresentar o processo da ANAC para verificar e aprovar os PGRFs.
– Apontar as principais inconformidades já identificadas.


 

Palestrantes: em breve

16:30 - 17:00
Spotlight Talks: O custo de voar no Brasil, como reduzi-lo e o verdadeiro impacto das low costs companies

Maurício França, Sócio – L.E.K.

17:00 - 17:20
Open Talks Honeywell | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

17:00 - 18:00
Painel 3: Terminal de aeroporto: nova modelagem impulsionada por um aumento na automação, comercialização e da evolução das demandas de passageiros

– Mudança no design de terminais de aeroportos: projeção do terminal considerando uma abordagem diferente da atual – número de viajantes e tamanho do terminal – levando em consideração novas abordagens de design, tecnologia e experiência do passageiro
– Desenvolvimentos tecnológicos e processamento de passageiros


 

Palestrantes: em breve

17:00 - 18:00
Painel 3: Manutenção e integração de companhias aéreas na América Latina

– Lições sobre integração de companhias aéreas e boas práticas para fusão de divisões de manutenção
– Como maximizar a sinergia após investimento em ações


 

Palestrantes: em breve

17:00 - 18:00
Painel 3: Principais desafios para o setor de Ground Handling

– Expectativa cias aéreas
– Expectativa aeroportos



Comandante Miguel Dau,
Diretor de Operações – GRU Airport*
Rogério Benevides, Consultor técnico – ABEAR – Associação Brasileira das Empresas Aéreas*

 

*A Confirmar

17:00 - 18:00
Painel 3: Tecnologias e tendências: o que irá mudar no sistema de ATC nos próximos anos?

– A performance impulsionada pelo trabalho colaborativo
– Coordenação de slots


 

Palestrantes: em breve

17:00 - 18:00
PAINEL 1: Aviação Low-cost como facilitador do turismo na América do Sul

Palestrantes: em breve

17:15 - 18:00
Avaliação da eficiência dos PGRFs por meio de indicadores de risco de fauna

– Apresentar a evolução dos indicadores no Brasil e as novas tendências e direcionamentos.


 

Palestrantes: em breve

17:20 - 17:40
Open Talks GE | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

WORKSHOP RESPONSABILIDADE CIVIL

IBAS AUDITORIUM


Em breve

TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS – LADO TERRA image
TECNOLOGIAS DISPONÍVEIS – LADO TERRA

STAGE TERMINAL 2


Quais são as tecnologias inovadoras disponíveis para melhorar os aeroportos brasileiros? Na segunda parte do seminário vamos apresentar as tecnologias disponíveis para o lado terra do aeroporto.

TENDÊNCIAS E INOVAÇÕES DISRUPTIVAS image
TENDÊNCIAS E INOVAÇÕES DISRUPTIVAS

TODOS OS PALCOS


A inovação disruptiva no transporte aéreo é uma realidade e a indústria busca acompanhar as tendências do setor construindo novas perspectivas frente ao desafio que se apresenta. Existe um enorme potencial de crescimento do mercado, com um contínuo crescimento das rotas, mas a adaptação dos atores frente a esta nova realidade é necessária para se adaptar ao usuário do século XXI, que é muito diferente das gerações anteriores. Como os atores envolvidos neste mercado estão encarando este novo cenário?

09:00 - 09:30
PRINCIPAIS DESAFIOS: Inovações que vão transformar a indústria do transporte aéreo

John Armstrong, Presidente – ICF Next*

 

*A confirmar

09:30 - 10:00
DESTAQUE: Inovações disruptivas da maior cia aérea da América Latina

Jerome Cadier, Presidente – LATAM no Brasil*

 

*A confirmar

10:00 - 10:30
SPOTLIGHT: Mapeamento de destinos, jornada de compra e previsão de rotas: como a análise dos dados pode apoiar o desenvolvimento do transporte aéreo no Brasil

Fábio Coelho, Presidente – Google Brasil*

 

*A confirmar

11:00 - 11:30
DESTAQUE: A indústria e a inovação: quais são as tendências e a previsão para o mercado em uma década?

John Slattery, Presidente e CEO – Embraer*

 

*A Confirmar

11:30 - 12:30
DESTAQUE: Fatores fundamentais para a inovação no transporte aéreo

Marcos Cesar Pontes, Ministro – Ministério da Ciência e Tecnologia*

Cláudio Jorge Pinto Alves, Reitor – ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica

 

*A Confirmar

WORKSHOP SAFETY & SECURITY – EM BREVE image
WORKSHOP SAFETY & SECURITY – EM BREVE

STAGE TERMINAL 6


Com a ampliação da demanda por viagens aéreas, a adoção de medidas de segurança para neutralizar riscos, ameaças e incidentes também aumenta por parte dos órgãos reguladores. A expectativa de incremento no número de passageiros para os próximos anos também leva a atenção para o aumento de segurança para os passageiros, bem como a segurança da carga. Como aumentar a segurança dos aeroportos latino-americanos, seguindo as tendências globais para o setor, sem aumentar desnecessariamente a complexidade do sistema regulatório?

SPACE MARKET image
SPACE MARKET

O setor espacial é responsável pela geração de tecnologias de aplicação transversal que afetam toda a economia e se faz necessário identificar as principais demandas do setor. Quais são os cases de sucesso entre entidades de fomento e empresas e qual é o futuro do Programa Espacial Brasileiro, considerando sua governança, seus planos e programas?

WOMEN IN AVIATION – BRAZIL CHAPTER image
WOMEN IN AVIATION – BRAZIL CHAPTER

STAGE TERMINAL 1


Durante várias décadas, o setor da aviação era exclusivo para os homens, oferecendo pouca ou nenhuma oportunidade para as mulheres, que só se dedicavam às atividades domésticas. Em 1910, a francesa Raymond Laroche tornou-se a primeira mulher no mundo a obter uma licença de piloto, a partir de seu contato com aviadores que lhe ensinaram a voar. Entre as mulheres aviadoras mais conhecidas, estão a americana Amelia Earheart, a primeira mulher a voar pela América do Norte e a primeira mulher a voar sozinha pelo Atlântico; as brasileiras Teresa de Marzo e Anésia Pinheiro Machado, que receberam as primeiras licenças com um dia de diferença; e Ada Rogato, a primeira mulher a obter licença para piloto planadores e primeira mulher a se tornar uma skydiver, além de ser a terceira mulher a obter a licença para pilotar aviões comerciais.
Apesar das mulheres terem conquistado muito no setor e impulsionado as oportunidades no mercado, as brasileiras ocupam apenas 1,88% dos assentos de comandantes e copilotos no país e representam apenas 0,8% de todas as licenças válidas atualmente em comparação com os homens brasileiros.

AEROFAUNA

STAGE TERMINAL 7

WORKSHOP TRAVEL RETAIL | RECEITAS NÃO AEROPORTUÁRIAS | VAREJO, SERVIÇOS & PUBLICIDADE

STAGE TERMINAL 4


O terminal de passageiros é a primeira e a última impressão do usuário, sendo a porta de entrada dos aeroportos que faz a interface entre a experiência no lado terra e no lado ar. Como projetar terminais de passageiros adequados para explorar comercialmente o espaço e atender as expectativas do usuário?

TURISMO E O TRANSPORTE AÉREO: CONECTIVIDADE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO image
TURISMO E O TRANSPORTE AÉREO: CONECTIVIDADE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

STAGE TERMINAL 5


Segundo o Panorama, estudo realizado pela ABEAR, o transporte aéreo tem papel fundamental em um mundo com economia cada vez mais integrada e intercâmbio cultural cada vez mais intenso. Como consequência, ajuda a produzir mais riqueza e também gera renda por meio dos empregos criados. A aviação é decisiva para o turismo, setor que passa por um crescimento exponencial e já responde por uma parcela maior que a de setores tradicionais. No Brasil, ainda há muito potencial para crescimento tanto do transporte aéreo quanto do turismo. Como desenvolver este potencial em colaboração com as principais organizações relacionadas ao mercado?

CADEIA AEROESPACIAL & DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO image
CADEIA AEROESPACIAL & DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

STAGE TERMINAL 3


A Embraer é o terceiro produtor mundial de jatos comerciais que operam em mais de 150 companhias aéreas ao redor do mundo. A Aviação Comercial transporta mais de 120 milhões de passageiros/ano no Brasil, com voos regulares em mais de 140 aeroportos, percorrendo cerca de 900 rotas e possui o maior número de jatos comerciais em operação na América Latina (cerca de 700).  Aviões e sistemas de defesa brasileiros servem em mais de duas dúzias de forças aéreas estrangeiras, inclusive na França e no Reino Unido. A Aviação Geral conta com aproximadamente 15.000 aeronaves em operação (1.200 aviões agrícolas, 800 jatos executivos e 2.100 helicópteros) que operam em mais de 1800 aeródromos e mais de 900 helipontos no Brasil. São Paulo é a segunda maior cidade em número de helicópteros. Componentes aeronáuticos brasileiros entram nas linhas de produção de importantes fábricas de aeronaves e motores no exterior. A indústria aeroespacial brasileira é a maior do hemisfério sul e oferece diversas oportunidades de negócios e proporciona desenvolvimento econômico para o País. Quais são as oportunidades do mercado brasileiro para o setor aeroespacial?

AIR LAB INNOVATION TRENDS image
AIR LAB INNOVATION TRENDS

STAGE INNOVATION


A inovação sempre esteve no DNA da aviação, mas nos últimos anos o setor está experimentando um tsunami de dados que está mudando fundamentalmente a indústria, as operações de voo, operações técnicas e envolvimento do cliente. Digitalização, robotização, inteligência artificial, manufatura avançada, big data, internet das coisas, drones, biotecnologia e outras tendências estão levando a uma mudança radical na estrutura dos mercados e da própria sociedade. Os profissionais precisam urgentemente enfrentar o desafio de acessar essas novas tecnologias como uma questão iminente de sobrevivência e como uma oportunidade de expansão. Cocriar soluções a partir de redes de inovação, open Innovation e empreendedorismo de alto impacto torna-se crucial para o mercado.

14:00 - 15:00
Painel 1: Perspectiva do setor espacial no Brasil

Palestrantes: em breve

15:00 - 16:00
Painel 1: Conceito comercial em aeroportos: arquitetura da área comercial, Influência da cultura local no espaço comercial e perfil do cliente em aeroportos

– Impacto das receitas não aeroportuárias: entendendo a complexidade do negócio e as particularidades de cada serviço e/ou produto oferecido no aeroporto
– Mapa do aeroporto: personalizar e ao mesmo tempo racionalizar a viagem do passageiro proporcionando um roteiro claro com opções de serviços, varejo e restaurantes
– Como a tecnologia e as mídias sociais podem ampliar e aprofundar o diálogo com os passageiros


 

Palestrantes: em breve

15:00 - 16:00
WORKSHOP SAFETY & SECURITY – Painel 1:

Palestrantes: em breve

15:00 - 15:30
Abertura: Como a tecnologia pode transformar a indústria aeroespacial e o mercado de transporte aéreo

– Soluções digitais para a gestão do conhecimento em projetos tecnológicos
– Fomento a ecossistemas de startups
– Como formar uma rede de intraempreendedores para tirar ideias do papel

15:00 - 16:00
Painel 1: Boas-vindas e perspectiva econômica: o mercado aeroespacial brasileiro no contexto internacional

Palestrantes: em breve

15:00 - 15:30
Painel 5: Wayfinding, controle de veículos e informação ao passageiro

– Sinalização e Publicidade: Informação ao Passageiro
– Sistema de Controle de Estacionamento de Veículos: Indicativo de número de vagas e vaga livre
– WiFi: Acesso e Facilitação
– Aplicativos de Informação ao Passageiro


 

Palestrantes: em breve

15:00 - 15:45
Equipamentos e tecnologias aplicadas ao Gerenciamento do Risco de Fauna

– Apresentar a experiência do palestrante (principais desafios, erros e acertos) nos mais de 50 países que atuou, em diferentes continentes.


 

Palestrantes: em breve

Landings 2: A definir

Palestrantes: em breve

15:00 - 16:00
Painel 1: Boas-vindas e perspectivas: participação das mulheres no setor aeronáutico mundial

Palestrantes: em breve

15:00 - 16:00
Painel 2: Quais são os projetos do setor Espacial Brasileiro

Palestrantes: em breve

Workshop de Responsabilidade Civil – Judicialização do setor aéreo

Palestrantes: em breve

15:30 - 16:00
Painel 6: Tecnologias para manuseio e segurança no controle de bagagens

– Bag Drop System (Self-Service): Equipamento e Facilidade ao Passageiro
– Automatização e Mensuração de Tempos: Comportamento de Filas; Devolução de Bagagens
– Sistemas de Inspeção de Segurança à Aviação: Passageiros e Bagagens


 

Palestrantes: em breve

15:30 - 15:50
Open Talks Sita | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

15:45 - 16:30
A importância da capacitação dos profissionais que atuam no Gerenciamento de Risco de Fauna em aeródromos

– Abordar a importância na capacitação dos profissionais, considerando as diferentes habilidades e competências que um profissional de Risco de Fauna precisa ter.
– Dar exemplos de ações internacionais e sugestão de como o Brasil deve caminhar.


 

Palestrantes: em breve

15:50 - 16:10
Open Talks Accenture | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
WORKSHOP SAFETY & SECURITY – Painel 2:

Palestrantes: em breve

Landings 2: A definir

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
Painel 2: Transformações na cadeia global de valor e oportunidades no Brasil

Palestrantes: em breve

16:00 - 16:30
Painel 7: Tecnologias disponíveis para processamento de passageiros

– Implantação de E-Gates: Autoatendimento Migratório
– Sistema de Identificação Biométrica: Acompanhamento, Agilidade e Rastreabilidade
– Processos, Gerenciamento e Sistemas Integrados


 

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
Painel 2: Mulheres brasileiras e latino-americanas na aviação

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
Painel 3: Cases de Sucesso: a parceria entre instituição de fomento e as empresas do setor espacial

Palestrantes: em breve

16:00 - 17:00
Painel 2: Repensando a exploração comercial dos espaços publicitários nos aeroportos: oportunidades e desafios do setor

– Publicidade: vantagens da publicidade em aeroportos e como explorar ideias criativas e inovadoras que incrementam a receita com a comercialização de espaços publicitários e merchandising.
– Campanhas publicitárias para aeroportos locais, regionais, nacionais e internacionais
– Tendências e inovações das campanhas publicitárias em aeroportos



Palestrantes:
em breve

16:10 - 16:30
Open Talks Amadeus | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

16:30 - 17:00
Painel 8: Carga Aérea e energia elétrica

– Terminal de Carga Aérea: Sistemas de Segurança; Controle Automatizado
– Geração e Fornecimento de Energia Elétrica: Energia Fotovoltaica; Sistema de Monitoração e Controle junto a Concessionária


 

Palestrantes: em breve

16:30 - 17:15
Como gerenciar o Risco de Fauna sob a ótica das companhias aéreas

– Abordar a evolução das cias no envolvimento da temática do Risco de Fauna, quais avanços já tiveram e quais as perspectivas.


 

Palestrantes: em breve

17:00 - 18:00
Painel 3: Case GRU Airport: mudanças fundamentais no perfil de varejo do principal aeroporto da América Latina

– Perfil consumidor aeroporto: principais diferenças entre aeroporto e cidade
– Arquitetura área comercial e a influência da cultura local no espaço comercial
– Estruturação da marca no aeroporto



Palestrantes:
em breve

17:00 - 17:20
Open Talks Google | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

17:00 - 18:00
WORKSHOP SAFETY & SECURITY – Painel 3:

Palestrantes: em breve

17:00 - 18:00
Painel 3: Políticas para a cadeia de fornecedores e requerimentos para internacionalização

Palestrantes: em breve

17:00 - 18:00
Painel 3: BRAZIL CHAPTER: Porque e como participar?

Palestrantes: em breve

17:15 - 18:00
Implantação e operação de empreendimentos com potencial atrativo de fauna na ASA de aeródromos brasileiros: decreto da Lei 12.725 e o PNGRF

– Apresentar a influência de focos atrativos na ASA.
– Distinguir os tipos de focos atrativos.
– Conhecer as técnicas de identificação e monitoramento de foco atrativo através de estudo de caso.
– Apresentar e valorizar a formação da CGRF.
– Apresentar os avanços do PBGRF.


 

Palestrantes: em breve

17:20 - 17:40
Open Talks Vision Box | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

AEROFAUNA

STAGE TERMINAL 7

AVIATION LAW image
AVIATION LAW

STAGE TERMINAL 3


Nos últimos anos a indústria da aviação experimentou uma mudança significativa a partir de inúmeras fusões, aquisições e alianças e o setor na América Latina também passa pela mesma transformação. Qual é o contexto econômico da América Latina neste mercado? Quais são as perspectivas de crescimento? Quais são as oportunidades de acesso ao capital, financiamentos e outras linhas de recursos possíveis para o setor na região?

AIR LAB INNOVATION AIR TRANSPORT image
AIR LAB INNOVATION AIR TRANSPORT

STAGE INNOVATION


A inovação sempre esteve no DNA da aviação, mas nos últimos anos o setor está experimentando um tsunami de dados que está mudando fundamentalmente a indústria, as operações de voo, operações técnicas e envolvimento do cliente. Digitalização, robotização, inteligência artificial, manufatura avançada, big data, internet das coisas, drones, biotecnologia e outras tendências estão levando a uma mudança radical na estrutura dos mercados e da própria sociedade. Os profissionais precisam urgentemente enfrentar o desafio de acessar essas novas tecnologias como uma questão iminente de sobrevivência e como uma oportunidade de expansão. Cocriar soluções a partir de redes de inovação, open Innovation e empreendedorismo de alto impacto torna-se crucial para o mercado de transporte aéreo.

FLIGHT DECK MATTERS | AVIAÇÃO GERAL: MODERNIZAÇÃO DO SETOR PARA SEU PLENO DESENVOLVIMENTO image
FLIGHT DECK MATTERS | AVIAÇÃO GERAL: MODERNIZAÇÃO DO SETOR PARA SEU PLENO DESENVOLVIMENTO

STAGE TERMINAL 1


Os últimos anos foram de grandes desafios para a aviação geral no Brasil que, apesar da desaceleração econômica que afetou o segmento, foi possível alcançar um crescimento expressivo; em 2014, a frota de aeronaves da aviação geral cresceu 3%, chegando a 15.120 aeronaves, segundo dados publicados no Anuário Brasileiro de Aviação Geral 2015. Todavia, é necessária a modernização de políticas públicas, focando em segurança operacional, ganhos de eficiência e eficácia, gestão de pessoas e compliance. Como simplificar os processos e procedimentos realizados pelos pilotos? Como resolver os entraves atuais da infraestrutura destinada ao setor? Como facilitar o desembaraço de processos regulatórios, administrativos e aduaneiros do segmento?

WORKSHOP DRONES image
WORKSHOP DRONES

STAGE TERMINAL 4


As aeronaves não tripuladas, ou drones, constituem um setor da aviação em rápida evolução com um grande potencial de criação de novos empregos e de crescimento econômico no mundo todo. Entretanto, à medida que a utilização de drones se generaliza, aumenta também a necessidade de equilibrar as vantagens e os desafios que lhes são inerentes. Por exemplo, as aeronaves não tripuladas podem gerar valor acrescentado quando utilizadas na recolha e na interpretação dos dados em diferentes setores da economia. Mas os drones podem também levantar questões de responsabilidade em termos de proteção de dados, privacidade, ruído e emissão de CO2. Qual é o estágio da regulamentação e utilização dos drones no Brasil?

WORKSHOP MEIO AMBIENTE image
WORKSHOP MEIO AMBIENTE

IBAS AUDITORIUM


A ANAC faz parte da discussão internacional sobre meio ambiente por meio da OACI – Organização de Aviação Civil Internacional, e a visão da OACI é alcançar o crescimento sustentável do sistema global de aviação civil. Quais são as atividades, expectativas e resultados e para o setor?

AVIATION EDUCATION – EM BREVE image
AVIATION EDUCATION – EM BREVE

STAGE TERMINAL 2


O 1º Anuário Brasileiro de Recursos Humanos para Aviação Civil analisou a capacidade de trabalho e nível de educação atual dos recursos humanos no Brasil e os resultados demonstraram que é necessário investir na formação de mão de obra para o setor. Quais são as medidas estratégicas e táticas para geração de resultados positivos a curto e longo prazo para a indústria da aviação?

WORKSHOP TI & AUTOMAÇÃO image
WORKSHOP TI & AUTOMAÇÃO

STAGE TERMINAL 6


O mundo passa por uma constante transformação digital. Com o aumento da expectativa de passageiros e as rápidas mudanças na tecnologia, como a aviação poderá acompanhar esta evolução incorporando as inovações e tecnologias disponíveis a favor do seu negócio e dos passageiros? Como a aviação na América Latina está se beneficiando destas inovações?

AIR CARGO image
AIR CARGO

STAGE TERMINAL 5


As vantagens associadas ao transporte aéreo de carga fazem com que esse tipo de transporte tenha um maior valor percebido por seus usuários em comparação aos modais terrestre, marítimo e ferroviário.  No Brasil, após três anos de impacto negativo no cenário econômico, esse mercado começou a se recuperar, registrando um bom resultado no âmbito dos voos internacionais, segundo o estudo Panorama da ABEAR. Quais são as perspectivas do setor nos próximos anos?

AVIAÇÃO DE NEGÓCIOS E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO image
AVIAÇÃO DE NEGÓCIOS E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

STAGE TERMINAL 1


No Brasil, a aviação executiva permite o acesso a 4 mil aeródromos espalhados por 5.650 municípios, enquanto a aviação comercial atende apenas 124, menos de 2% do total de municípios. Como ampliar a utilização da aviação executiva e mostrar a sua importância para o desenvolvimento econômico da região? Quais são as tendências de otimização e utilização de aeronaves executivas no mundo?

09:00 - 10:00
SPOTLIGHT: Segundo o Air Transport TI Insights de 2018, o blockchain oferece múltiplos casos de uso, desde identificação de passageiros até emissão de bilhetes, rastreamento de ativos e gerenciamento de programas de passageiros frequentes. Quais são os desafios para implementação?

– Case ANAC na utilização do blockchain
– Utilização aeroportos e cias aéreas


 

Palestrantes: em breve

09:00 - 10:00
Painel 1: Relação da aviação de negócios com o desenvolvimento econômico: métricas de eficiência para demonstrar o aumento da produtividade e da conectividade em regiões distantes e de difícil acesso

Palestrantes: em breve

09:00 - 10:00
AVIATION EDUCATION – Painel 1:

Palestrantes: em breve

09:00 - 09:20
Boas práticas: aeroporto 1

– O aeroporto escolhido irá apresentar seu histórico, ações e resultados.


 

Palestrante: em breve

09:00 - 10:00
Painel 1: A regulamentação do uso de drones no Brasil trouxe ganhos para o desenvolvimento da aviação civil e maior segurança de voo. Entretanto, os drones evoluem rapidamente e trazem novos desafios de regulamentação em operações cada vez mais complexas. Quais são os desafios para a regulamentação no Brasil?

Palestrantes: em breve

09:00 - 09:30
Abertura: Como a busca de soluções inovadoras podem transformar o transporte aéreo

– Soluções digitais para a gestão do conhecimento em projetos tecnológicos
– Fomento a ecossistemas de startups
– Como formar uma rede de intraempreendedores para tirar ideias do papel

09:00 - 10:00
Painel 1: Perspectivas – Empresas Aéreas

Palestrantes: em breve

09:00 - 10:00
Painel 1: Aquisições e alianças na América Latina

– Avaliação e gerenciamento dos riscos
– Oportunidades do mercado Latino Americano
– Aviação regional no contexto das aquisições e alianças


 

Palestrantes: em breve

09:00 - 15:00
Painel 1: Desafios das mudanças climáticas e o impacto do transporte aéreo

– Desafio das metas de mudança climática para a indústria da aviação

09:20 - 09:40
Boas práticas: aeroporto 2

– O aeroporto escolhido irá apresentar seu histórico, ações e resultados.


 

Palestrante: em breve

09:30 - 09:50
Open Talks Gol | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

09:40 - 10:00
Boas práticas: aeroporto 3

– O aeroporto escolhido irá apresentar seu histórico, ações e resultados.


 

Palestrante: em breve

09:50 - 10:10
Open Talks GRU Airport | Ambiente de inovação, fomento ao ecossistema de startups e cases de implementação

Palestrantes: em breve

10:00 - 11:00
Painel 2: Automação do passageiro na era digital

– Tendências e inovações tecnológicas
– Estratégias para transformar a experiência dos passageiros em oportunidades de negócios


 

Palestrantes: em breve

10:00 - 11:00
Painel 2: A segurança operacional no uso dos drones no Brasil é fundamental para a sua utilização, já que o uso incorreto pode paralisar as operações de pouso e decolagem e trazer riscos para as pessoas. Como avançar no controle de utilização dos drones em áreas de risco?

Palestrantes: em breve

10:00 - 11:00
Painel 2: Impactos ambientais da operação aeroportuária

– Operações das aeronaves nos aeroportos com base nas considerações ambientais
– Planejamento para gestão ambiental no aeroporto

10:00 - 11:45
Mesa Redonda | Onde o Brasil precisa avançar no Gerenciamento de Risco de Fauna?

– Discutir o estado da arte e os principais direcionamentos para o avanço do Gerenciamento de Risco de Fauna no Brasil


 

Moderador e participantes: em breve

10:00 - 11:00
AVIATION EDUCATION – Painel 2:

Palestrantes: em breve

10:00 - 11:00
Painel 2: A abertura do mercado de aviação brasileiro para investidores estrangeiros

– Oportunidades e riscos