a


Don’t _miss

Wire Festival

 

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Nullam blandit hendrerit faucibus turpis dui.

O que você está procurando?

>Releases (Page 2)

A globalização é um processo que está diminuindo a distância entre os países e a aviação é uma das principais responsáveis. Mas poucos sabem sobre os danos do transporte aéreo ao meio ambiente.

De acordo com dados da Organização Internacional de Aviação Civil da ONU (ICAO), apenas no ano de 2011, foram transportados, aproximadamente, 2,7 bilhões de passageiros no mundo, o que representa um incremento de 75% em relação ao ano de 2003, quando foram transportados 1,66 bilhão de passageiros. Como um todo, o transporte aéreo representa 51% dos deslocamentos turísticos.

Segundo a própria ICAO, o Brasil tem tudo no lugar para desempenhar um papel importante em combustíveis alternativos para a aviação. “O Brasil é um líder mundial na agricultura e certamente, pode aproveitar esta posição para formar uma cadeia de fornecimento de matéria-prima consistente para a produção alternativa de combustível a jato, e também foi pioneira neste campo quando recebeu o primeiro seminário de combustíveis alternativos da ICAO em 2009”, afirma a secretária-Geral da Organização Internacional de Aviação Civil da ONU –  International Civil Aviation Organization (ICAO), Dra. Fang Liu.

“Desde o sucesso da Rio + 20 Flightpath da ICAO para um Futuro Sustentável, em 2012, fomos encorajados pelo progresso do Brasil em iniciativas como o lançamento da Plataforma Biofuture na COP22 ou o uso de combustível alternativo pela Gol Airlines para 365 vôos durante Copa do Mundo em 2014”, completa Fang Liu. Iniciativas e parcerias como esta serão a chave para a implantação de combustíveis alternativos no futuro.

À medida que mais partes interessadas perceberem o importante papel que os combustíveis alternativos desempenharão na realização do objetivo da indústria aeronáutica de Crescimento Neutro de Carbono a partir de 2020, as experiências de países como o Brasil se tornarão cada vez mais valiosas.

Poluição do ar

O querosene é o principal combustível utilizado por aeronaves. Sua queima dá origem a diversos poluentes perigosos que contribuem com o aquecimento global, como o monóxido e o dióxido de carbono, os hidrocarburetos gasosos, e os óxidos de nitrogênio. Os voos comerciais, de acordo com a ATAG (Air Transport Action Group), geraram 676 milhões de toneladas de CO2 em 2011.

Com o avanço tecnológico, novos motores foram desenvolvidos, priorizando a eficiência e a diminuição da emissão de poluentes. Hoje, os motores das aeronaves emitem 20 vezes menos CO, CO2 e UHC em comparação com os modelos fabricados durante a década de 70.

Perspectivas para o futuro

As empresas ligadas ao transporte aéreo têm demonstrado alguns esforços no sentido de diminuir o impacto ambiental das suas atividades. Um exemplo disso é a maior eficácia das turbinas atuais, que chega a ser 70% mais eficiente que as utilizadas nos anos 60.

Pesquisadores buscam combustíveis que agridem menos o meio ambiente. O bioquerosene, que é processado a partir da cana de açúcar proporciona uma diminuição de até 82% das emissões. Companhias aéreas, como a alemã Lufthansa, já realizam voos comerciais utilizando biocombustível, fabricado a partir de uma mistura de 50% de óleo vegetal hidrogenado e 50% querosene para aviação, desde 2011. No Brasil, a GOL anunciou em 2012 que em 20 anos todos os seus aviões utilizarão biocombustíveis.

Alguns países já controlam as emissões dos aviões. Na Europa, companhias aéreas terão de pagar pela poluição atmosférica. Em um primeiro momento, as companhias aéreas estarão isentas de pagar por 85% das emissões.

O Workshop Enviromment, que abordará essa questão, acontecerá no dia 31 de março, as 14h.

A globalização é um processo que está diminuindo a distância entre os países e a aviação é uma das principais responsáveis. Mas poucos sabem sobre os danos do transporte aéreo ao meio ambiente. De acordo com dados da Organização Internacional de Aviação Civil da ONU (ICAO), apenas no ano de 2011, foram transportados, aproximadamente, 2,7 bilhões de passageiros no mundo, o que representa um incremento de 75% em relação ao ano de 2003, quando foram transportados 1,66 bilhão de passageiros. Como um todo,

Rio de Janeiro, agosto de 2016 – O International Brazil Air Show, maior evento de aviação do Brasil, que acontecerá de março a abril de 2017, no Rio de Janeiro, vai promover a primeira edição do seminário Landings Latin America, que tem o objetivo propor discussões e alternativas para a integração aérea no continente e o desenvolvimentos de novas rotas. A promoção da aviação por meio do incentivo ao turismo também está na pauta do seminário. O encontro reunirá as maiores

  Segundo dados do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) a América do Sul é uma das regiões do mundo com o maior crescimento no transporte aéreo esperado para os próximos 20 anos, no entanto, o continente é pouco conectado, com oferta de assentos concentrada em poucas empresas e poucos voos regulares fora das capitais. Ciente da importância das discussões sobre a conectividade aérea na América Latina o IBAS – International Brazil Air Show, em parceria com a PANROTAS, promoverá a primeira edição

Organizado pela IATA, associação que congrega 83% das companhias aéreas do mundo, o seminário será durante o Internacional Brazil Air Show, que pretende receber 120 mil visitantes e movimentar R$ 1 bi em negócios O International Brazil Air Show (IBAS) traz pela primeira vez ao Brasil, o Wings Of Change (WoC), evento de classe mundial que reúne os líderes da indústria de transporte aéreo, autoridades aeronáuticas e representantes do setor público, executivos de companhias aéreas e aeroportos, órgãos reguladores, prestadores de

Autoridades e companhias dos setores aeroportuário, aviação e aeronáutico se reuniram no dia 16 de março na Secretaria de Aviação Civil para a reunião de alinhamento estratégico do IBAS – International Brazil Air Show. O evento foi apresentado por Paula Faria, Diretora Executiva da Sator, realizadora do IBAS – International Brazil Air Show. Como Co-realizador e local do evento o RIOgaleão – Aeroporto Internacional Tom Jobim apresentou suas instalações e números após a concessão. A EMBRAER abordou em sua apresentação a indústria

O IBAS – International Brazil Air Show será o primeiro evento brasileiro focado na indústria aeroespacial internacional, e reunirá diversas atividades relacionadas aos setores aeroportuário, aeroespacial e aeronáutico a fim de atender ao público deste segmento. O evento contará com exposição estática de aeronaves e equipamentos; pavilhão de exposição; espaço formação, tecnologia e inovação; demonstração de aeronaves; shows aéreos e simuladores de voo. Além de eventos paralelos como: brunch de abertura, coquetel de relacionamento, seminário internacional de aeroportos, rodadas de negócios

Diretor de aeroportos da SAC detalha estratégias do planejamento aeroportuário durante eventos no Rio de Janeiro Palestrante do segundo dia da Airport Infra Expo – Gestão de Aeroportos, o diretor de aeroportos da Secretaria de Aviação Civila (SAC), Paulo Henrique Possas, mostrou a estrutura da governança do setor, a CONAERO (Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias), que congrega vários órgãos de atuação no cenário aeroportuário e político, descreveu as estratégias de avaliação e percepção dos passageiros e detalhou o planejamento para a

No segundo dia de trabalhos, a Airport Infra Expo – Gestão de Aeroportos propôs a discussão sobre os fatores a serem considerados no desenvolvimento de aeroportos internacionais e de conexão. O evento reuniu autoridades, empresas e especialistas em Brasília nestes dias 24 e 25 de março. O diretor de Aeroserviços da Egis, Emanuel Legrand, abriu as palestras pela manhã afirmando que a gestão aeroportuária deve acontecer de forma integrada, considerando operação, serviços e investimentos. A Egis é uma empresa internacional que

EDIÇÃO 2019

PATROCÍNIO PLATINUM

HOST EDUCATION

PATROCÍNIO DIAMANTE

PATROCÍNIO OURO

PATROCÍNIO PRATA

PATROCÍNIO BRONZE

PATROCÍNIO APOIO

PARCEIRO ESTRATÉGICO

APOIO INSTITUCIONAL ESTRATÉGICO

APOIO INTERNACIONAL

APOIO INSTITUCIONAL

APOIO DE MÍDIA

APOIO DE MÍDIA INTERNACIONAL

EVENTO PARCEIRO

FORNECEDOR OFICIAL

REALIZAÇÃO

CORREALIZAÇÃO